COGEN

cogen

Associação da Indústria de Cogeração de Energia

A COGEN foi estruturada com a certeza de que a sua ação poderá trazer resultados positivos e, no curto espaço de tempo, não só na eliminação das “barreiras” ainda existentes para tornar viáveis os projetos de cogeração, como demonstrar a capacidade e pioneirismo do governo e do empresariado no desenvolvimento e implementação de um modelo de diversificação da Matriz Energética caracterizada pela busca de soluções mais eficientes, limpas e de menor custo.

A cogeração de energia no país a partir das disponibilidades de biomassa da cana-de-açúcar e do gás natural possibilitará o aumento da competitividade dos produtos e serviços da indústria brasileira, ampliando as oportunidades de trabalho e de negócios na cadeia da cogeração, que tem sido considerada, nas nações mais industrializadas, um marco de eficiência na parceria das ações governamentais e empresarial. A expansão recente da agroindústria da cana-de-açúcar e as descobertas de gás natural na Bacia de Santos são fatores que contribuirão para a rápida penetração da cogeração de energia no mercado brasileiro.

ABRAPCH

abrapch

Associação Brasileira de Pequenas Centrais Hidrelétricas e Centrais Geradoras Hidrelétricas

A ABRAPCH, é uma pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, constituída por cooperativas, órgãos e empresas públicas e privadas, desenvolvedoras de projetos, fornecedores de serviços e equipamentos, geradores de energia, associações, entidades de defesa do meio ambiente, entidades estudantis, instituições de ensino e pesquisa, profissionais autônomos e estudantes universitários que sejam apoiadores no aumento sustentável da utilização pelo Brasil de geração de energia elétrica por meio das Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) e das Centrais Geradoras Hidrelétricas (CGHs).

SINICESP

sinicesp

Sindicato da Indústria da Construção Pesada do Estado de São Paulo

O SINICESP, entidade sindical de primeiro grau, representa as empresas da categoria econômica da construção pesada. Abrange a construção, recuperação, reforço, melhoramento, manutenção, sinalização, conservação e operação de estradas, barragens, hidrelétricas, termoelétricas, metrôs, ferrovias, hidrovias, túneis, eclusas, dragagem, drenagem, aeroportos, portos, canais, dutos, montagem industrial, pontes, viadutos, obras de saneamento, aterros sanitários, pavimentação e obras de terraplenagem em geral. Atuando com dinamismo e objetividade desde sua fundação, em 6 de dezembro de 1968, o SINICESP trabalha em favor da economia de mercado e da livre iniciativa, por entender que a construção permeia todos os demais ramos da atividade humana.

CERNE

cerne

Centro de Estratégias em Recursos Naturais e Energia

O CERNE é o mais importante centro de pensamento estratégico empresarial do Nordeste brasileiro, com atuação multisetorial quanto à exploração sustentável do recursos naturais e energéticos desta região brasileira.

O CERNE trabalha integrando capacidades e recursos das empresas mantenedoras e de sua equipe própria para formular diretrizes, projetos e estratégias setoriais que contribuam para a gestão governamental local e para a criação de um ambiente favorável ao trabalho, ao investimento e à qualidade de vida na região Nordeste, em especial quanto ao desenvolvimento das fontes renováveis de energia (solar e eólica), uso sustentável dos recursos hídricos e minerais, consolidação do consumo responsável e da proteção socioambiental e desenvolvimento da inovação tecnológica e capacitação profissional locais.

O CERNE é sustentado por grupos empresariais nacionais e internacionais, diretamente ou por meio de suas subsidiárias regionais. Os membros mantenedores do CERNE subdividem-se em duas categorias: a) Empreendedores (empresas com atuação direta ou indireta nos setores econômicos cobertos pelo CERNE); b) e Fornecedores (que prestam serviços e dedicam expertise técnica e especializada aos Operadores).

ABRACE

abrace

Associação dos Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres

A ABRACE é uma das associações mais antigas do setor elétrico, que defende, com base em estudos e documentos técnicos, a importância da energia a preços competitivos para o desenvolvimento do setor produtivo no Brasil. A ABRACE reúne mais de 50 grupos empresariais responsáveis por quase 40% do consumo industrial de energia elétrica do Brasil e 42% do consumo industrial de gás natural. Com mais de 800 unidades de consumo mapeadas em 25 estados brasileiros, a ABRACE tem um consumo de energia elétrica maior do que o de países vizinhos da América Latina, como Chile, Colômbia ou Peru.

A grande indústria consumidora de energia é responsável por cerca 49% do valor adicionado ao PIB e quase 67% do investimento no setor privado, embora represente menos de 1/3 das plantas industriais brasileiras. Estima-se que a indústria gere 3,2 milhões de empregos indiretos e quase três vezes essa quantidade de empregos indiretos.

ABIFER

abifer

Associação Brasileira da Indústria Ferroviária

A ABIFER reúne fabricantes de Locomotivas diesel-elétricas, Vagões de carga de todos os tipos, Máquinas de construção e manutenção de vias, Vagões siderúrgicos, Veículos rodoferroviários, Máquinas de construção e manutenção de vias, Trens Unidades Elétricos (metrô, metrô leve e de superfície), Veículos Leves sobre Trilhos (VLT), Monotrilhos, Trens Regionais, Trens de Alta Velocidade (TAV), interiorismo de carros (assentos, revestimentos, portas e janelas), sistemas de sinalização, eletrificação, telecomunicação e choque e tração, baterias, motores de tração, transformadores, compressores, freios, pantógrafos, ar condicionado, truques de aço fundido e fabricados de chapa e seus componentes: rodas, eixos, travessas laterais, sapatas e molas, além de materiais para via permanente: fixações elásticas, talas de junção, aparelhos de mudança de via, soldagem de trilhos e dormentes de concreto, aço e plástico. Fabricantes de peças em geral, de aço, ferro fundido, alumínio e borracha. Congrega também empresas de serviços de engenharia, de manutenção, reparação e modernização de veículos ferroviários e de remanufatura de rolamentos.